4 filmes de 2006 para assistir em 2016

o grande truque

O ano de 2016 está sendo ótimo para o cinema. Tivemos até agora dois blockbusters muito bons (Deadpool e o novo Capitão América) além de um terror de verdade na forma de A Bruxa. E pode ter certeza de quem tem muito mais vindo por aí ao longo dos meses. Mas alguém aí se lembra quais filmes marcaram a Sétima Arte há dez anos?

Às vezes ficamos tão vidrados no que é novo que é comum nos esquecermos da quantidade de material bom já disponível que temos por aí. Por isso, hoje, em vez discutir lançamentos, escolhi lembrar de quatro excelentes filmes que estrearam no aparentemente longínquo ano de 2006. Prometo que a lista é boa!

Filhos da Esperança

Alfonso Cuarón se tornou notório por ser o primeiro mexicano a receber o Oscar de Melhor Diretor por Gravidade, um filme que quem viu certamente não consegue esquecer. Mas ele vem fazendo bons filmes desde antes da consagração pela Academia. Filhos da Esperança, seu longa anterior, já carregava muitas das características que o diretor viria aprimorar em sua produção espacial.

O filme conta a história de Theo Faron (Clive Owen), um homem que recebe a missão de proteger a única grávida num mundo onde as mulheres não são mais férteis. Emocionante e cheio de discussões filosóficas pertinentes, Filhos da Esperança também vale ser assistido por conta planos-sequência elaborados por Cuarón.

007 – Cassino Royale

Se hoje os fãs do espião inglês teorizam sobre quem será o próximo James Bond, há dez anos o clima era de dúvida sobre se o ator Daniel Craig era mesmo uma boa escolha para viver o clássico personagem na tela grande. Com o filme lançado, veio a certeza: Cassino Royale não apenas revigorou a franquia como também entregou um dos melhores Bonds já vistos.

Este reboot aborda um James Bond em início de carreira, tendo obtido a famosa licença para matar há pouco tempo. Sua primeira missão como 007 é investigar e derrubar o esquema do fabricante de armas Le Chiffre (Mads Kikkelsen) numa trama que vai se revelando mais profunda do que aparentemente é. O filme também traz Eva Green como a agente especial Vesper Lynd – uma das primeiras aparições da atriz em filmes blockbuster.

O Grande Truque

Christopher Nolan é um dos meus cineastas favoritos em atividade. É verdade que ele às vezes comete deslizes (O Cavaleiro das Trevas Ressurge é um oportunidade perdida e Interestelar se perde um pouco no terço final) mas seus acertos falam muito, muito mais alto. A paixão pela sétima arte é o que move o trabalho de Nolan, e talvez nenhum outro filme deixe isso tão evidente quanto O Grande Truque.

Tendo no elenco nomes como Christian Bale, Hugh Jackman, Scarlett Johansson e Michael Cane, o filme trata de dois mágicos que disputam entre si pelos segredos da realização de espetáculos. É uma história que envolve público, ilusão, sombras e luzes – assim como o próprio Cinema.

Happy Feet: O Pinguim

O que acontece quando alguém diferente surge numa sociedade e desafia a norma? É o que acontece com Mano (ou Mumble no original), um pinguim que nasce sem saber cantar num lugar onde toda a sua espécia gira em torno da voz. Excluído pelos seus similares, que o tratam como uma aberração, Mano parte numa jornada de autoconhecimento capaz de encantar crianças e adultos (embora eu acredite que esses últimos vão apreciar mais o que o filme tem a dizer).

Happy Feet tem no seu elenco original de vozes nomes de peso como Robin Williams, Elijah Wood, Hugh Jackman, Nicole Kidman e Hugo Weaving. E na direção do projeto está ninguém menos que George Miller, responsável pelo brilhante Mad Max: Estrada da Fúria do ano passado. São dois filmes bem diferentes e que por isso mesmo demonstram a versatilidade do cineasta australiano.

Anúncios

Uma ideia sobre “4 filmes de 2006 para assistir em 2016

  1. Pingback: Procurando Dory | Sequência faz jus ao original | Mente Sem Fio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s