Então resolvi testar o Uber

uber1

Quando leio relatos favoráveis ao Uber, um ponto em comum que normalmente surge é precariedade do serviço prestado pelos taxistas. Então quero deixar bem claro, logo no início deste texto, que nunca tive nenhum problema ao utilizar táxi. Encaro o Uber como uma alternativa a mais de transporte para os passageiros e como uma oportunidade de obtenção de renda para os motoristas.

Ah, e este é um relato favorável, ainda que com alguns poréns. Vamos lá?

O Uber está disponível no Recife, cidade onde moro, desde março deste ano. O que me fez baixar e testar o aplicativo este mês foi saber dos descontos que a empresa Uber dá para quem vai utilizar o serviço pela primeira vez. Como consegui um voucher de R$ 35, resolvi fazer uso dele para ir até a faculdade. Então peguei o smartphone, abri o app, solicitei o carro e… Fiquei esperando. Foram mais de dez minutos de espera até que o motorista chegasse até onde eu me encontrava.

Para uma pessoa como eu, acostumado pedir um táxi pelo 99Taxis e tê-lo na minha porta em cinco minutos, esperar esse tempo todo me pareceu uma eternidade (o motorista colocou a culpa no trânsito, claro). O Volkswagen Polo que me atendeu tinha aspecto de novo e bancos de couro – este último um luxo que considero desnecessário numa cidade calorenta como Recife. Mas, como a noite já havia caído, isso não incomodou.

uber2

O motorista foi muito gente boa. Foi logo perguntando se a temperatura do ar condicionado estava boa (algo que nunca vi nenhum taxista fazendo) e notei também que havia dois copos d´água para os passageiros. Ele era bastante solícito e sempre baixava o volume do rádio quando precisava falar comigo. São detalhes como esses, creio eu, que conquistam o cliente e dão vontade continuar utilizando o serviço. Vale lembrar que no Recife só está disponível a categoria UberX, a mais básica do aplicativo que cobra R$ 2,50 de preço base mais R$ 1,15 por quilômetro e R$ 0,17 por minuto. Essa primeira corrida acabou custando menos que os R$ 35 do voucher, então não precisei pagar nada.

Outro ponto negativo que vale mencionar é a falta de conhecimento que o motorista tinha das ruas da cidade. Ele seguiu estritamente o caminho do GPS, o que acabou fazendo com que ele desse uma volta maior que a necessária para chegar ao destino. Resolvi puxar assunto e ele foi honesto, me confirmando que não conhecia bem aquela parte da cidade. Nada necessariamente grave – considero esse um problema que será sanado com o tempo, à medida que os motoristas Uber forem fazendo mais corridas e conhecendo melhor as ruas.

Considero a experiência positiva, de maneira geral. É ótimo ter mais uma alternativa de trasporte em minha cidade. Ando muito de ônibus, então é bom saber que, quando precisar de um carro, vou ter como escolher pelo próprio smartphone uma opção mais barata que os táxis. O bolso agradece.

Você pode curtir a página do Mente Sem Fio no Facebook e também vir trocar uma ideia comigo no Twitter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s